Cuidados com a pele: substâncias que você deve evitar

Há pouco tempo, apareceu um grupo nas recomendações do meu Facebook porque eu conhecia alguns membros. Entrei. O grupo se chama Pele de Pêssego e lá se discutem cuidados dos mais variados com a pele, desde limpeza até o uso de argilas. Foi assim que conheci o oil cleansing method (ou OCM) e aprendi sobre a importância de lermos a composição dos produtos que usamos.

Qualquer substância que aplicamos na nossa pele (e não estou falando só sobre o rosto, viu?) terá um efeito sobre ela, seja a curto ou longo prazo. Se o efeito for negativo, é fácil percebermos e logo tentamos reverter a situação – um hidratante que encheu sua pele de espinhas ou um sabonete facial que ressecou a sua pele, por exemplo. Para evitar danos a longo prazo, no entanto, precisamos tomar mais cuidados quanto aos produtos que utilizamos e seus componentes. Aposto que você não tem (assim como eu não tinha) o hábito de ler os rótulos dos produtos que você usa. Aos poucos, vamos aprendendo a identificar para que servem os principais ingredientes de um cosmético e sua função para aquele produto – e para sua pele também. E eu me incluo nessa jornada de aprendizado, porque ainda sou bem leiga e estou procurando estudar bastante!

Antes de mais nada, gostaria de esclarecer que eu sempre fui muito cuidadosa com a minha pele. Sempre tirava a maquiagem antes de dormir, limpava o rosto com sabonetes apropriados diariamente e usava protetor solar toda vez que saía de casa, mesmo nos dias nublados – e isso não mudou, é claro. Só que eu achava que os produtos que eu usava eram bons o suficiente para o meu tipo de pele e que não eram nada agressivos ou comedogênicos (que são responsáveis por obstruir os poros e aumentam as chances de termos cravos e/ou espinhas). Engano meu!

Fiquei muito interessada no assunto e comecei a pesquisar sobre. Eu já faço low poo, que é uma técnica de limpeza capilar sem o uso de sulfatos fortes e derivados do petróleo, o que faz com que os fios sejam limpos de uma forma mais suave, evitando ressecamentos e perda da oleosidade natural. O Cacheia! tem um guia completo sobre low e no poo que me ensinou muito. Comecei a pensar que se eu evito essas substâncias no cabelo, faz sentido evitá-las no rosto e no corpo também, não é mesmo?

Minha pesquisa começou naquele grupo do Facebook que já mencionei anteriormente. Depois, parti para o Google e comecei a ler muito. Tenho o prazer de conviver e trabalhar com a Tayná Carvalho, do Vegana Bacana, que tirou muitas dúvidas minhas. Além disso, ela ensina como fazer vários cosméticos veganos e orgânicos! Aprendi muito com o blog da Karina Viega e com o seu canal no YouTube também. A Taty, do De Cara Bonita, sempre ensina bastante lá no Pele de Pêssego e faz excelentes resenhas de produtos de skincare em seu blog. Também adoro o Lookaholic, da Nyle Ferrari. E isso é só uma pequena amostra do que estudei até agora. Exige pesquisa e paciência, mas vale muito a pena! E esse série de posts de cuidados com a pele está aqui te ajudar nessa tarefa. 😉

Quais componentes devo evitar em um cosmético?

De uma forma bem resumida, aqui estão alguns ensinamentos desse meu brevíssimo tempo estudando sobre (lembrando que eu não sou especialista no assunto, hein!):

  • Evite produtos com petrolatos. Eles aparecem na composição como Petrolatum, Mineral Oil ou Oil Mineral, Paraffinum Liquidum e Vaselin. Eles são emolientes e lubrificantes extremamente baratos para a indústria, por isso são tão usados em cosméticos. No entanto, eles não possuem nada de nutritivo, não são absorvidos pela pele e não hidratam de fato – só lubrificam a pele e dão essa falsa sensação de que a pele está macia e sedosa. Os petrolatos criam uma barreira na pele que, ao longo do tempo, gera um acúmulo de resíduos, além de serem extremamente comedogênicos.
  • Evite produtos com parabenos. Eles aparecem na composição como Metylparaben, Ethylparaben, Propylparaben e Butylparaben (entre outras variações) e são utilizados como conservantes. Muitas pessoas possuem alergia a parabenos e, por isso, devem ser evitados. Existe uma polêmica sobre parabenos serem cancerígenos ou não e também que os relacionam a distúrbios hormonais. Como não tenho um vasto conhecimento a respeito, prefiro não me aprofundar, mas há inúmeras fontes que divulgam essa informação. Vale uma pesquisa sobre os possíveis danos dessa substância. E não são só os parabenos que são conservantes nocivos. A Nyle Ferrari, do blog Lookaholic, fez um compilado de outros conservantes que devemos evitar (com as devidas fontes de cada informação!).
  • Evite produtos com sulfatos fortes. Esses sulfatos são os mesmos do low poo, principalmente o Sodium Laureth Sulfate, e da mesma forma que promovem uma limpeza desnecessariamente agressiva dos cabelos, fazem o mesmo com a pele. Podem causar irritabilidade em peles sensíveis.
  • Evite produtos de limpeza facial com álcool. O álcool resseca a pele e pode causar o efeito rebote em peles mistas e oleosas. Em um tônico, ele é extremamente desnecessário. A função do tônico é apenas acalmar a pele e equilibrar seu pH, o que só é necessário se o seu sabonete tiver um pH diferente da sua pele (entre 5 e 6,5). Confira uma lista colaborativa com o pH de vários sabonetes faciais.
  • Evitar substâncias comedogênicas, especialmente se você tiver pele mista (oleosa em algumas regiões, principalmente testa e nariz, e normal nas outras partes do rosto) ou oleosa. Silicone, petrolatos e cloreto de potássio são alguns exemplos! (Os óleos vegetais comedogênicos serão abordados em breve.)
    ㅤㅤ

Essa é apenas uma pequena lista inicial, porque existe uma infinidade de componentes químicos que devemos evitar por serem tóxicos e prejudiciais a longo prazo. E eu ainda estou aprendendo, assim como você, a respeito deles. 😉


Outras dicas valiosas

Além de evitar os componentes citados acima, nós também podemos começar com pequenos hábitos diários que fazem toda a diferença e resultam em uma pele mais saudável.

  • Hidrate a pele e beba muita água. Pode parecer clichê, mas até mesmo peles oleosas precisam de hidratação! Excesso de óleo não é excesso de água e nutrientes e, se sua pele estiver bem hidratada, a oleosidade pode até diminuir, porque às vezes ela é resultado do rebote causado por limpeza em excesso. E água faz toda a diferença nessa hidratação.
  • Nunca durma com maquiagem (ou sem higienizar o rosto). É sério. Sua pele, principalmente enquanto você dorme, precisa respirar para poder se regenerar, e é enquanto dormimos que nossa pele absorve melhor os nutrientes de cremes, hidratantes, séruns e tratamentos para acne ou anti-idade. Fora que, no final de um longo dia, sua pele estará acumulando muitos resíduos de poluição das ruas. Não higienizá-la corretamente dilata os poros e os obstrui, faz surgir cravos e espinhas, deixa a pele desnutrida e sem viço e ainda acelera o envelhecimento precoce.
  • Pesquise sobre a composição dos produtos que você pretende usar. Nessas pesquisas pela Internet, descobri o Safe Cosmetics, que possui uma enorme lista de componentes químicos com os quais devemos nos preocupar. Você pode também acessar o CosDNA para aprender um pouco mais. Além de já ter vários cosméticos listados, você pode digitar a composição de qualquer produto e ele analisa para que serve cada componente, se é comedogênico ou causa irritação e também se é seguro para a pele em uma escala de 1 a 9. Esse índice de segurança dos ingredientes, de acordo com o próprio site, tem o objetivo de “avaliar o risco de lesões de longo prazo da pele, células ou o corpo humano”. A Cristal Muniz, do blog Um Ano Sem Lixo, também fez uma enorme lista de componentes em cosméticos que são tóxicos para o nosso organismo.
  • Nunca deixe de usar protetor solar. Além de prevenir o câncer de pele, o protetor também protege sua pele de envelhecer precocemente. E vale para o corpo todo, viu? Eu aplico tanto no rosto quanto no colo, nos ombros e nos braços, que são locais que também estão muito expostos ao sol. Foi um hábito um pouco trabalhoso que precisei adotar para proteger a minha pele ao máximo. E caso você não saiba, luzes artificiais também são nocivas para a pele. (Fontes nos links I, II e III).ㅤ
    ㅤㅤ

Encontrar produtos menos agressivos, sem tantas substâncias nocivas para a pele e que ainda promovam uma limpeza eficiente pode parecer impossível, mas não é. Esse post foi apenas um pontapé inicial para você pensar mais nos produtos que consome e no que está aplicando sobre a pele. 🙂 Ficou com alguma dúvida ou quer fazer alguma sugestão? É só deixar um comentário!

No próximo post, tratei um guia básico sobre um método de limpeza facial com óleos, o oil cleansing method (ou OCM). Limpar o rosto com óleos? Como assim?! Acredite se quiser, é mais eficaz e econômico do que você pensa! 😉

9 thoughts on “Cuidados com a pele: substâncias que você deve evitar

  1. Que texto maravilhoso! ❤
    Estou ansiosa pelo post de OCM, quando publicar avisa lá no grupo por favor! 🙂
    Foi por lá que eu vim ler esse post super bacana seu!
    Parabéns ficou muito bom e bem explicadinho pra mim que sou leiga e estou começando agora um cuidado mais serio com a pele!

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s