Cuidados com a pele: substâncias que você deve evitar

Há pouco tempo, apareceu um grupo nas recomendações do meu Facebook porque eu conhecia alguns membros. Entrei. O grupo se chama Pele de Pêssego e lá se discutem cuidados dos mais variados com a pele, desde limpeza até o uso de argilas. Foi assim que conheci o oil cleansing method (ou OCM) e aprendi sobre a importância de lermos a composição dos produtos que usamos.

Qualquer substância que aplicamos na nossa pele (e não estou falando só sobre o rosto, viu?) terá um efeito sobre ela, seja a curto ou longo prazo. Se o efeito for negativo, é fácil percebermos e logo tentamos reverter a situação – um hidratante que encheu sua pele de espinhas ou um sabonete facial que ressecou a sua pele, por exemplo. Para evitar danos a longo prazo, no entanto, precisamos tomar mais cuidados quanto aos produtos que utilizamos e seus componentes. Aposto que você não tem (assim como eu não tinha) o hábito de ler os rótulos dos produtos que você usa. Aos poucos, vamos aprendendo a identificar para que servem os principais ingredientes de um cosmético e sua função para aquele produto – e para sua pele também. E eu me incluo nessa jornada de aprendizado, porque ainda sou bem leiga e estou procurando estudar bastante!

Antes de mais nada, gostaria de esclarecer que eu sempre fui muito cuidadosa com a minha pele. Sempre tirava a maquiagem antes de dormir, limpava o rosto com sabonetes apropriados diariamente e usava protetor solar toda vez que saía de casa, mesmo nos dias nublados – e isso não mudou, é claro. Só que eu achava que os produtos que eu usava eram bons o suficiente para o meu tipo de pele e que não eram nada agressivos ou comedogênicos (que são responsáveis por obstruir os poros e aumentam as chances de termos cravos e/ou espinhas). Engano meu!

Read More »